OUTROS DESTAQUES
Mercado
Ventox, do Rio Grande do Sul, quer operar DTH
segunda-feira, 09 de fevereiro de 2004 , 17h51 | POR REDAÇÃO

Mais um candidato a novo player no DTH nacional. Dessa vez é uma empresa do Rio Grande do Sul chamada Ventox. A Ventox é uma empresa de informática com algumas incursões no ramo das telecomunicações corporativas, mas sem experiência em televisão. O projeto da empresa está descrito, em linhas gerais, no site www.ventox.com.br . Segundo o porta voz da empresa e principal responsável pelo projeto, Fernando Gheller Martini, o DTH busca competir com os já existentes, mas com programação alternativa. Um dos projetos é um canal próprio de filmes chamado V-Movie. Há também canais latino-americanos que manifestaram interesse, mas a Ventox tem tido dificuldade em trazer canais novos dos EUA.
O processo para obtenção da outorga começa apenas nesta terça, dia 10, e por esta razão ainda não há prazo previsto para o início das operações. A Ventox também não informa seus investidores nem fornecedores de tecnologia. O satélite deve ser da Intelsat, mas exatamente qual ainda é algo pendente.
A idéia da empresa é vender por 0800, mas ainda não há definição de preços. A Ventox quer operar cerca de 150 canais e diz que informará o line-up assim que tiver 85% dos contratos fechados.
Recentemente, duas outras empresas conseguiram outorgas para DTH, mas ainda não iniciaram suas operações comerciais. Uma é a Astralsat, que tem projeto voltado para a banda C. O outro é o DTH da Igreja evangélica ligada ao pastor R.R. Soares. No passado, Record, Bandeirantes, Rede Holms e Editora 3 (IstoÉ) entre outras já pleitearam e conseguiram licenças de DTH. Apenas DirecTV, Sky, Tecsat e DTCompany (voltada ao mercado corporativo) entraram efetivamente em funcionamento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top