OUTROS DESTAQUES
FCC não quer discutir regras de transmissão de canais abertos
terça-feira, 09 de maio de 2000 , 21h35 | POR REDAÇÃO

O episódio recente mais importante da indústria de TV paga norte-americana está tendo desdobramentos inesperados. O fato em questão aconteceu na semana passada, com a interrupção, por 39 horas, da transmissão via redes da Time Warner do canal aberto ABC (da Disney). O resultado imediato foi o protesto dos 3,5 milhões de usuários que ficaram sem o sinal. A primeira conseqüência foi o início de um movimento lobista nesta terça, dia 9, por parte da Time Warner, para que a FCC reveja a regulamentação de retransmissão, que dá aos canais abertos o direito de exigirem compensações para terem seus sinais exibidos pelo cabo. E o contra-movimento foi uma posição agressiva da FCC: "se a indústria do cabo não se comportar e respeitar seus assinantes, podemos rever nossa posição sobre abrir as redes de TV paga para provedores de acesso", disse William Kennard, presidente do órgão regulador norte-americano.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top