OUTROS DESTAQUES
Balanço
Net intensifica crescimento no terceiro trimestre
quarta-feira, 09 de novembro de 2005 , 12h39 | POR REDAÇÃO

A Net Serviços apresentou nesta quarta, 9, seus resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre do ano. Os números mostram que a operadora entrou em um ciclo de crescimento de base não apenas dos assinantes de banda larga (o que já vinha acontecendo), mas também na base de assinantes de TV por assinatura. Hoje, a Net Serviços tem 1,498 milhão de assinantes, o que representa um crescimento de 7,4% em um ano e 40 mil assinantes (quase 3%) apenas no terceiro trimestre. Prova desse esforço é que a Net Serviços não só voltou a contratar gente (seu quadro de funcionários cresceu 22% no ano, principalmente na área de vendas e instalação) como também reduziu a margem EBITDA para 26,1%, contra 29,7% no trimestre anterior ou 28,9% no terceiro trimestre de 2004. As vendas brutas no trimestre chegaram a 120,7 mil, contra 92,8 mil no trimestre anterior. O churn de TV paga está na casa dos 12,9% anualizados.
A base de assinantes de banda larga também mantém forte ritmo de crescimento, e bateu os 302 mil clientes no terceiro trimestre de 2005, o que é mais de 92% de crescimento em um ano e pouco menos de 50 mil novos assinantes em apenas um trimestre. Com isso, pela primeira vez, as receitas com banda larga da Net Serviços passam a casa dos 10% (10,9%, precisamente) das receitas totais da operadora. Mensalidades representam hoje 82,2% das receitas e pay-per-view, 3,8%.
Chama atenção o fato de a Net Serviços não fazer, em seu balanço, referência às vendas do pacote digital, tampouco dar o total de assinantes digitais. A operadora diz esperar continuar crescendo as vendas nos pacotes intermediários. Com isso, o ARPU da operadora (que chegou no terceiro trimestre a R$ 113,94, contra R$ 107,78 no trimestre anterior) pode sofrer um pouco, mas não é esperada queda nas margens, já que os pacotes intermediários, segundo a Net, são igualmente rentáveis. Hoje, os três principais pacotes da Net (Advanced, Digital e Premium) representam 42,7% do total da base e os pacotes intermediários, 31,9%.
As vendas de pay-per-view também não têm apresentado resultados acima daqueles registrados em 2004. Até o final do terceiro trimestre, haviam sido vendidos 102 mil pacotes, o que gerou uma receita no trimestre de R$ 19,6 milhões. Os custos de programação totais da Net representam 30,6% da receita líquida, o que significou no terceiro trimestre R$ 125,6 milhões.

Finanças

A Net Serviços vinha ao longo do ano registrando lucro em seus resultados, mas no terceiro trimestre voltou a ter prejuízo, de R$ 20,6 milhões, decorrente das perdas ocasionadas com a valorização cambial, já que a empresa estava provisionada em dólares para o pagamento de seus compromissos financeiros. Mesmo assim, no ano, o prejuízo acumulado é de R$ 5,2 milhões, contra R$ 153,3 milhões acumulados no mesmo período de 2004.
A receita líquida foi de R$ 410 milhões no terceiro trimestre, 12,9% a mais do que no ano anterior. No acumulado do ano, a Net já registrou receita líquida de 1,160 bilhão. O EBITDA no terceiro trimestre ficou em R$ 107,1 milhões, e no acumulado chega a R$ 335,3 milhões, o que é 20,1% a mais em relação ao mesmo período de 2004. A dívida líquida está em R$ 370,3 milhões.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top