OUTROS DESTAQUES
Veja o que disse a Justiça
terça-feira, 10 de fevereiro de 1998 , 17h00 | POR REDAÇÃO

O despacho da juíza coloca, sobre os argumentos da TV Cidade, os seguintes pontos: "… o posicionamento é simplista e destoante da realidade, considerando que o detentor de concessão de uma área, mesmo que fora daquela de prestação do serviço licitado, tem uma penetração inegavelmente maior, o que gera direto benefício ao mesmo, sobretudo com relação aos seus clientes e à programação, tudo isso com direta desvantagem para o licitante que ainda não detém concessão."

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top