Políticas culturais
10/05/2013, 22:19

São Paulo terá agência de fomento ao audiovisual ainda neste semestre

POR ANDRÉ MERMELSTEIN E FERNANDO LAUTERJUNG

A Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo está preparando uma agência de fomento ao audiovisual. Segundo o secretário Juca Ferreira, em entrevista que será publicada na revista TELA VIVA de junho, a agência não será finalística, não deve atuar diretamente na distribuição de filmes, por exemplo. "Não queremos substituir a iniciativa privada, mas incentivar o seu desenvolvimento nas áreas onde forem detectados os gargalos", disse. O secretário vem participando de diversos encontros com o setor audiovisual para identificar as principais demandas, e já aponta algumas das áreas onde a agência deverá atuar. "A agência de fomento deve atuar em todos os elos. Já percebemos a carência de mão de obra técnica e de roteiristas", diz Ferreira, apontando que deve buscar parcerias na área de formação.

Segundo o secretário da Cultura, a destinação de esforços e recursos apenas em um setor (o de produção) é um erro, o que não significa que não haverá apoio à produção. "Não podemos jogar todas as fichas em um elo", diz.
 
Recursos
 
Para custear a agência, Juca Ferreira espera contar com outras fontes de recursos, além dos municipais. "O governador (Geraldo Alckmin) declarou interesse em participar nessa iniciativa". Além disso, espera contar com a participação da Ancine, do BNDES e da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. "A agência deve manejar um fundo compartilhado com outras instâncias, tanto no aporte, quanto na gestão da seleção de projetos", explica.
 
A expectativa de Juca Ferreira é que o projeto seja apresentado ao prefeito em forma de uma minuta nas próximas semanas e que a agência seja criada ainda no primeiro semestre. Ele afirma que há apoio à proposta na Câmara Municipal para uma rápida aprovação.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top