OUTROS DESTAQUES
Capitalização
Condições para o bookbuilding da Net saem nos próximos dias
quarta-feira, 10 de julho de 2002 , 18h20 | POR REDAÇÃO

Foi tanta pressão dos analistas de mercado e tanto castigo dos investidores, que a Net resolveu, finalmente, tocar no assunto do anunciado aumento de capital. A empresa avisou, nesta quarta, 10, que espera iniciar na próxima semana uma série de apresentações para investidores sobre a operação que vai permitir uma reestruturação financeira da empresa. A previsão inicial era que o "road show" começasse esta semana, mas a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ainda analisa informações adicionais sobre a operação, que pode superar R$ 1 bilhão. Note-se, porém, que essa novela ainda vai longe. A assessoria da empresa afirma que antes do aumento de capital, a Net pretende chegar a um acordo com credores sobre o alongamento da dívida, que era de R$ 1,6 bilhão em março. O anúncio não acalmou o mercado: às 17h00 de quarta, 10, o principal papel da empresa estava cotado a R$ 1,50, com queda de 1,32% e com pouquíssimos negócios.

Risco

A má notícia para a Net, e para outras empresas que dependem da crédito de bancos brasileiros, é que a avaliação de risco dessas instituições está piorando. Em grande parte devido à sua exposição em títulos públicos. Nesta quarta-feira, 10, a agência de risco Moody's rebaixou Bradesco, Itaú, Unibanco, Banco do Brasil e BNDES. Com o rebaixamento, será mais difícil para as instituições (duas delas acionistas da Net) captarem dólares no exterior, reduzindo ainda mais a oferta da moeda norte-americana no país.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top