OUTROS DESTAQUES
Competição
FCC impede fusão DirecTV-Echostar
quinta-feira, 10 de outubro de 2002 , 17h34 | POR REDAÇÃO

A FCC anunciou nesta quinta, 10, que não aprova a fusão da EchoStar Communications Corporation e da Hughes Electronics Corporation, dona da DirecTV, em uma nova empresa (a New Echostar). Segundo o órgão regulador norte-americano, as empresas não demonstraram que a negociação serviria ao interesse, conveniência e necessidade públicos.
Em um ofício no qual recomenda uma audiência para julgar a questão, a FCC indica que a possibilidade da fusão criar obstáculos à competição nos serviços de vídeo multicanal é maior que os eventuais benefícios que a transação traria para os consumidores. Segundo a agência, a fusão prejudicaria a concorrência ao 1) eliminar um competidor já existente em todos os mercados; 2) criar um potencial para aumento de preços e queda de qualidade e; 3) impactar negativamente em inovações futuras.

Recurso

Além disso, a FCC não acatou a argumentação de que os espectros combinados da Echostar e da DirecTV seriam necessários para o desenvolvimento de serviços de banda larga via satélite. A agência deu aos solicitantes um prazo de 30 dias para contra-argumentar suas considerações quanto ao caráter anti-competitivo da fusão e para pedir uma postergação da audiência, na qual as empresas têm o "ônus da prova", ou seja, devem rebater as argumentações da agência.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top