Programação
10/11/2015, 22:50

Universal seleciona novos projetos de produtoras independentes a partir de janeiro

A partir de janeiro de 2016, a Universal voltará a avaliar propostas de projetos de produtoras independentes para seus três canais – Universal, Studio Universal e SyFy. O objetivo da programadora é aumentar a quantidade de conteúdo nacional independente na sua programação.

Em encontro com produtores durante o TelasFórum, o diretor da programadora Paulo Barata e a gerente de produção Ana Cristina Paixão explicaram para o público qual tipo de conteúdo a Universal está procurando no universo brasileiro.

Segundo os executivos, a Universal está avaliando projetos de séries com episódios de 30 minutos a uma hora de duração com ênfase em aspectos narrativos. Por outro lado, disseram que a programadora não tem interesse em projetos de shows e música, documentários jornalísticos, obras para público adolescente ou infantil e realities de competição.

De acordo com Barata e Paixão, o canal segue quatro principais critérios de avaliação: potencial de audiência, com objetivo de manter os números das séries internacionais; afinidade com a marca, seguindo o foco nos personagens determinado pelo principal canal; capacidade de repetição, com episódios procedurais e identificação com mais de um canal do grupo; e potencial comercial, para atrair acordos de vendas publicitárias, merchandising e arrecadar recursos via Artigo 1A.

As diretrizes, disseram, seguem padrão internacional do grupo. "Não é preciso que o projeto tenha todas essas características, mas as obras passarão por esses critérios de avaliação. A repetição, por exemplo, é algo comum nas séries americanas de episódios procedurais que o canal licencia, como 'House' e 'Law & Order'. Tem a ver com a longevidade e capacidade de manter interesse da obra", disse Barata.

"Nosso objetivo é ter uma marca com posicionamento global mas linguagem local, com figuras e talentos com quem o público possa se identificar", concluiu Paixão. Segundo a profissional, a ideia da programadora é "manter as produções atuais com novas temporadas e trazer novos projetos" no ano que vem.

Atualmente, o canal conta com duas séries nacionais de destaque na sua grade. "Unidade Básica", da Gullane, conta a história de dois médicos com personalidades opostas que atuam em uma Unidade Básica na periferia de São Paulo. Já "CineLab", da Boutique Filmes, acompanha três experts em efeitos especiais enquanto eles reproduzem cenas clássicas dos filmes com orçamentos muito baixos.

 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top