OUTROS DESTAQUES
Grupo OESP entra no negócio de televisão
segunda-feira, 10 de dezembro de 2001 , 20h23 | POR REDAÇÃO

O grupo O Estado de São Paulo, que tem sido um dos maiores defensores da Proposta de Emenda Constitucional que permite a entrada de capital estrangeiro em empresas de rádio e TV, acaba de adquirir sua primeira geradora de televisão. A concessão adquirida pertencia à TV Maranhão Central (família Sarney, afiliada da Globo), na cidade de Santa Inês/MA, e o valor do negócio não foi revelado. Foi a melhor de sete opções analisadas pelo grupo Estado. Segundo o comunicado à imprensa distribuído pelo grupo, este é o primeiro passo para a formação de uma rede de TV, o que se completará com parcerias, compras de novas concessões e participação em licitações. O dinheiro para estes investimentos, diz o comunicado, virá justamente do novo ambiente regulatório que permita a participação de capital estrangeiro em empresas de comunicação. A estratégia do Estadão é a mesma seguida por diversos grupos internacionais: presença em diferentes mídias para ampliar as ofertas ao anunciante. Inicialmente, a concessão de TV (batizada de TV Eldorado Santa Inês) será uma afiliada da TV Cultura, com um percentual mínimo de produção própria. Essa situação muda na medida em que novas concessões forem incorporada à cobertura televisiva do grupo Estado. A família Sarney continuará operando na região de Santa Inês/MA com uma micro-geradora que também controlam no município. Além disso, comenta-se no mercado que a família esteja vendendo outras concessões, possivelmente a de Teresina/PI (afiliada do SBT).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top