Cinema
11/01/2017, 17:43

TV paga é a plataforma que mais absorve filmes lançados em cinema

A Ancine publicou no Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual – OCA o estudo "Circulação de obras brasileiras pelos segmentos do mercado audiovisual (2011 a 2015)", que mapeia o caminho trilhado pelos 100 longas-metragens brasileiros lançados em 2011 pelas diferentes janelas de exibição.

A TV por assinatura, aponta o estudo, foi a principal janela de exibição absorvedora dos longas-metragens brasileiros exibidos comercialmente em salas de exibição. O levantamento, no entanto, desconsidera uma importante janela de escoamento da produção cinematográfica, o vídeo sob demanda. Segundo a agência reguladora, pelos seus limites regulatórios, a Ancine não dispõe de um sistema de informações para o monitoramento detalhado de tal mercado. A intenção é que essa janela de exibição seja incluída em futuros trabalhos similares, a agência aponta no estudo.

Dos 100 filmes que estrearam em 2011, 86 foram veiculados na TV Paga até o ano de 2015, o que pode ser parcialmente atribuída à Lei 12.485, que, a partir de 2011, estabeleceu obrigações de veiculação de conteúdo brasileiro. A TV paga foi a segunda janela de exibição de 42 filmes lançados e 2011.

Apenas 21 filmes foi comercializado em todos os mercados monitorados pela pesquisa. Esses títulos, todos eles longas-metragens de ficção, representaram 93,2% do público total para os filmes brasileiros no ano da pesquisa.

Veja aqui o estudo "Circulação de obras brasileiras pelos segmentos do mercado audiovisual (2011 a 2015)".

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top