OUTROS DESTAQUES
A Emenda tem futuro?
terça-feira, 11 de maio de 1999 , 20h07 | POR REDAÇÃO

Não se conhece ainda a posição definitiva dos deputados sobre o assunto. Da parte do governo, Pimenta da Veiga já se manifestou favorável a uma pequena abertura do controle da radiodifusão ao capital estrangeiro (na verdade, os 30% previsto pela emenda do deputado Aloysio). Para a Igreja Universal, fortemente representada na comissão e controladora da concessão da TV Record, da Rede Mulher e ainda proprietária de emissoras de rádio em todo o país, não parece que haja interesse em competir com empresas fortemente capitalizadas pela presença do capital estrangeiro. Os partidos de esquerda vão, certamente, se dividir antagonicamente caso a Fenaj não consiga acertar seus ponteiros numa posição negociada na sua própria base, como fez durante a elaboração da Lei do Cabo. A Abert aparentemente aceita um limite ao capital externo na casa dos 30%. Segundo o deputado Pedro Celso, foi pela atual concordância manifestada pela Abert que esta proposta de emenda começou a tramitar novamente.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top