Internacional
11/10/2005, 18:41

Controle de publicidade infantil gera polêmica nos EUA

POR REDAÇÃO

As novas regras para publicidade na programação infantil na TV norte-americana, aprovadas há um ano, deveriam entrar em vigência a partir de 1º de janeiro de 2006, mas as emissoras tentam reverter, ou ao menos adiar, o início desta nova fase. Primeiro foram broadcasters, Disney, Time Warner e News Corp. a se movimentar nesse sentido. Agora também a Viacom (dona, entre outras, do canal pago Nickelodeon) abre fogo contra as regras, dizendo que estão confusas. A programadora inclusive entrou com um recurso na corte federal de apelações, em Washington, contra o escritório de comunicações da United Church of Christ, que registrara antes num tribunal federal de Cincinatti um pedido para que a FCC (Federal Communications Comission) tornasse as regras ainda mais rígidas, banindo a possibilidade de interatividade com a programação infantil para fins de marketing na TV digital.
Os broadcasters norte-americanos também alegam que vão sofrer redução das receitas publicitárias. Os defensores das regras dizem que elas visam proteger a infância do marketing excessivo, em especial quanto aos websites ligados à programação para crianças na TV. No entanto, em setores como os religiosos, por exemplo, há os que ainda pleiteiam regras mais rígidas de controle. As informações são do noticiário Mediaweek.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top