OUTROS DESTAQUES
TV por assinatura
Com aumento da base, crescem queixas no Procon
terça-feira, 12 de agosto de 2008 , 20h26 | POR REDAÇÃO

O aumento na base de assinantes e a maior complexidade dos serviços causou um forte crescimento nas queixas referentes ao setor de TV por assinatura no Procon de São Paulo, tornando o setor um dos que mais recebe reclamações. Por outro lado, as empresas têm sido mais eficientes em resolver as queixas antes que virem processos no órgão.
Segundo a assessora da diretoria do Procon-SP, Fatima Lemos, que participou na tarde desta terça, dia 12, dos Seminários de TV por Assinatura, durante a ABTA 2008, os atendimentos pularam de 1388 em 2006 para 2957 em 2007 e 2345 em 2008, apenas de janeiro a julho. Estes atendimentos representam queixas que chegam ao órgão, muitas vezes sem passar antes pelas operadoras. Os casos não solucionados se transformam em reclamações. Em 2007, estas reclamações foram cerca de 19% do total de atendimentos (556). Em 2008, até julho, o índice caiu para 16% (393 reclamações).

Cobrança indevida

Entre as queixas mais registradas pelo Procon-SP estão a cobrança diferente do contratado, e outras formas de cobrança indevida (após cancelamento do serviço, por exemplo). Os pacotes de serviços com banda larga e telefone também causam problemas, como nos casos em que o serviço contratado não pode ser instalado por inviabilidade técnica. O triple play também gera queixas de propaganda enganosa e não-cumprimento de prazos de instalação.
Segundo Fatima Lemos, também voltaram a aparecer na lista as queixas sobre queda de sinal, bloqueio de canais e acesso difícil à empresa e falta de efetividade do SAC.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top