Políticas culturais
13/03/2014, 14:32

SP Cine deve estar em pré-operação até o fim do semestre

POR ANDRÉ MERMELSTEIN

Atualmente em fase de montagem, a SP Cine, agência paulistana de fomento ao audiovisual, deve estar funcionando em fase pré-operacional ainda neste semestre, contou nesta terça, 12, o secretário adjunto da Cultura de São Paulo Alfredo Manevy, em apresentação no Rio Content Market.

Ele ressaltou a colaboração entre as três esferas de governo como fundamental parao projeto ter sido aprovado em tempo tâo curto, e formatado de forma eficiente. “Parece óbvio que uma cidade como São Paulo tenha um facilitador dessa atividade, e demorou para isso ser reconhecido pela vida política. Mas aconteceu uma conjunção agora, quando o prefeito e o governador tiveram uma lucidez de reconhecer isso, foi um ponto de partida importante”, disse.

Manevy disse que há pressa para se “colocar o bloco na rua”. “Hoje há mais de 50 filmes paulistas sem tela e sem distribuição, isso dá uma dica do tamanho do problema. São quase todos feitos com dinheiro público. Talvez nem todos tenham vocação para exibição em sala, mas podem ir para a TV, circuitos diferenciados, alternativos. Isso é uma das coisas nas quais a SP Cine pode atuar”, conta.

Ele lembrou também que a empresa nasce com o compromisso da busca de resultados. “Este é o diferenciador do ciclo atual da produção. Resultado econômico, mas também artístico, cultural. Isso desloca a discussão da quantidade de dinheiro investido para qual é o modelo de financiamento, e esse é o grande salto”.

Ele garantiu que os modelos de funding adotados pela SP Cine serão ágeis e rápidos, gerando economicidade para as produções. O aproveitamento de oportunidades e esta celeridade são às vezes até mais importantes que o total de dinheiro aportado, porque reduz custos e gera eficiência, lembrou. Ele garantiu tabém que a empresa será enxuta. Por estatuto, o custeio da SP Cine não pode ultrapassar 5% dos recursos.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top