OUTROS DESTAQUES
Operações não-oficiais saem em busca da legalização
quarta-feira, 13 de outubro de 1999 , 20h56 | POR REDAÇÃO

Há pelo menos três operações de cabo sem concessão que devem utilizar esta rodada de licitações para se legalizarem com a Anatel: a operação de Divinópolis/MG, Lauro de Freitas/SA e possivelmente Peruíbe/SP. Ao todo, estão em licitação 17 praças em que há operações clandestinas: Angra dos Reis/RJ; Cabo Frio/RJ; Cianorte/RJ; Currais Novos/RN; Divinópolis/MG; Gaspar/SC; Governador Valadares/MG; Lauro de Freitas/BA; Montes Claros/MG; Nova Friburgo/RJ; Peruíbe/SP; Petrópolis/RJ; Rio Verde/GO; Teresópolis/RJ; Várzea Grande/MT; Vila Velha/ES; e Vitória/ES. Em Gaspar, o que ocorre é que a BTV (operadora de Blumenau) cabeou indevidamente a localidade, e por isso precisará disputar o edital. Em Cianorte, quem busca a legalização é a Canbrás.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top