Direitos esportivos
13/12/2016, 12:37

Palmeiras fecha com Esporte Interativo para Brasileirão a partir de 2019

(Atualizado às 17h) Após meses de negociação, o Esporte Interativo anunciou que o Palmeiras, atual campeão brasileiro, terá seus jogos no campeonato nacional transmitidos pelo canal no período de 2019 a 2024.

Com isso, chega a 16 o total de clubes fechados com o canal da Turner. Em abril deste ano o EI fez um evento para anunciar os contratos fechados com Bahia, Criciúma, Santos, Joinville, Atlético Paranaense, Paraná Clube, Internacional, Fortaleza, Ceará, Ponte Preta, Paysandu, Santa Cruz, Coritiba, Figueirense e Sampaio Correia.

Concorrente direto do canal na transmissão do Brasileirão, o SporTV, da Globosat, fechou para o mesmo período com América Mineiro, Atlético Mineiro, Avaí, Botafogo, Chapecoense, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Londrina, Náutico, São Paulo, Vasco, Vitória e Sport. O contrato vale apenas para os clubes que estiverem na série A do Brasileiro nos anos de exibição.

Há uma questão ainda envolvendo Santa Cruz e Figueirense, que teriam fechado com os dois canais. "Eles já tinham contrato conosco e fecharam depois com o concorrente (Globosat). Acredito que isso será resolvido a nosso favor", conta Leonardo Lenz Cesar, vice-presidente de novos negócios da Turner.

Leonardo Lenz Cesar, da Turner

Segundo o executivo, a demora para fechar com o Palmeiras deveu-se ao tamanho do clube, o que levou a uma negociação mais longa e mais difícil. "Existia uma certa dúvida, que é natural, na mudança de modelo. Aos poucos fomos mostrando a consistência do projeto, que é um investimento de longo prazo da Turner. A companhia acredita que esporte é uma vertical estratégica relevante, as decisões que fazemos são racionais, e não oportunistas", disse. Não há relação, segundo ele, com o título conquistado e nem com a entrada da EI no line-up da Sky, em outubro último. "Sabíamos que entraríamos (na Sky) em algum momento, era questão de negociação, então isso já estava colocado. De novo, nossa visão é de longo prazo, para 20, 30 anos, então estas demoras de dois, três anos não nos preocupam", concluiu.

Exibição

Cada canal poderá apenas transmitir jogos entre dois times que estejam sob seu contrato. Ou seja, o Esporte Interativo poderia transmitir Bahia x Fortaleza, mas não Palmeiras x São Paulo. Cesar conta que o contrato permite a transmissão de grande parte dos jogos que acontecem na mesma praça da exibição. "Acredito que o torcedor terá acesso a mais jogos", diz.

As demais partidas (que acontecem na mesma praça ou entre clubes que estão em canais diferentes) serão transmitidas por TV aberta e/ou pay-per-view. No segundo caso, os direitos ainda são todos da Globosat.

Cesar não descarta acordos com o SporTV para eventualmente transmitirem jogos entre clubes com contratos nos dois canais, mas diz que não é algo que buscam. "Nosso plano não conta com esses acordos. Estamos sempre dispostos a conversar, mas isso não pesou na nossa decisão de investimento", afirma.

O EI tem um orçamento de R$ 550 milhões para o campeonato, na hipótese de todos os seus contratados jogarem a primeira divisão (série A). Como apenas uma parte dos clubes deve competir a cada ano, a estimativa real é de que o EI gaste com os direitos cerca de R$ 250 milhões por temporada. Assim, o EI deve investir mais de R$ 1,5 bilhão, apenas em direitos, durante seis anos. Há ainda investimentos na produção dos jogos, contratação de locutores, comentaristas, repórteres etc. O custo de produção gira em torno de R$ 80 mil a R$ 100 mil por jogo, o que deve resultar em cerca de R$ 7 milhões por ano.

Benefícios

Além da proposta financeira, pesou na decisão do Palmeiras, segundo a Turner, um pacote de vantagens que o canal ofereceu aos clubes em geral, e ao Verdão em particular.

Uma delas é a visibilidade para os patrocinadores e menção aos naming rights. O Esporte Interativo promete dar visibilidade aos patrocinadores do clube, ainda que esses não sejam anunciantes do canal. O estádio do clube será chamado de Allianz Parque, seu nome oficial (na Globo e no SporTV é chamado de Arena Palmeiras).

As partidas do Palmeiras transmitidas ao vivo pelo Esporte Interativo terão o sinal cedido para exibição também nas dependências do estádio em que o jogo for realizado. O canal também cederá imagens dos principais lances dos jogos para que o Palmeiras utilize nas plataformas digitais do clube e aplicativos oficiais, no mesmo formato que os clubes europeus.

O canal também garante que haverá um alinhamento quanto aos horários das partidas, em que as necessidades do clube serão levadas em consideração. Os horários dos jogos, diz a empresa, serão definidos em comum acordo.

O Esporte Interativo promete ainda promover os programas de sócio-torcedor, com visibilidade destacada em todas mídias do canal. O EI nasceu no meio digital e tem um forte know how em mídias sociais, com mais de 80 milhões de engajamentos (interações) ao mês em seus canais na Internet.

O canal pretende também contribuir com o fortalecimento da marca Palmeiras fora do Brasil, através da organização de partidas amistosas contra grandes clubes estrangeiros, e inclusão do clube em torneios internacionais. "Temos uma entrada grande lá fora por conta da Turner, que está no mundo inteiro. Hoje os clubes têm grandes receitas com estes amistosos. Faziam isso de forma independente, mas hoje se uniram e criaram um torneio, a International Champions Cup. Podemos ajudar a inserir os clubes nacionais nisso", conclui.

Comentários

3 Comentários

  1. Carlos disse:

    É o fim da globo golpista, sem moral e agora sem dinheiro. Assim que o temer cair, acaba a verba governamental e a globo também, porque é pesada e cara. A globo já não tem mais patrocínio privado, só estatal e de si mesma. Demorou.

  2. manoel braga disse:

    o monopolio Global é mantido atraves da roubalheira do governo. Desde a epoca da ditadura a Globo recebe estas verbas. Que caia para o bem do futebol. Para o bem o Brasil. Basta

  3. Jose Luiz De Martini disse:

    Uma coisa eu gostaria de ver; a maturidade profissional dos canais. Jornalisticamente como se portarão ao cobrir as equipes fora de seu "time" e esta questão de jogos compartilhados entre SporTV e EI que ambos negam só favorece a TV Aberta e principalmente o PPV.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top