OUTROS DESTAQUES
Banda larga
Assimetria regulatória prejudica cable modem, diz ABTA
quinta-feira, 14 de março de 2002 , 21h51 | POR REDAÇÃO

Para o presidente da ABTA, José Augusto Moreira, as operadoras de TV a cabo só terão condições de competir com as teles na oferta de acesso rápido à Internet se houver equilíbrio de condições regulatórias para ambas. "Os acessos via ADSL deverão ocupar 80% do mercado de banda larga no Brasil nos próximos anos", comentou Moreira, citando pesquisas recentes. Segundo ele, no ano passado ainda se projetava que cable modems e ADSL dividiriam em meio a meio o mercado de banda larga. Isso indica, segundo o presidente da ABTA, que as teles podem estar levando vantagem no modelo implementado no Brasil por oferecerem ao mesmo tempo serviços de rede, conectividade e fornecimento de conteúdo, enquanto os provedores de serviços de dados via TV a cabo limitam-se ao fornecimento da infra-estrutura, compartilhado-a com outros provedores de acesso e conteúdo. Por isso, Moreira considera fundamental a implementação do unbundling, ou a desagregação vertical das redes das teles, de forma que elas também sejam obrigadas a dividir seus pares de cobre. O presidente da ABTA foi um dos palestrantes a se apresentar nesta quinta, 14, último dia do Seminário Internet em Alta Velocidade, realizado pela Converge Eventos em São Paulo.
O conselheiro e vice-presidente da Anatel, Antônio Valente, manifestou confiança de que o unbundling está próximo de ser implementado pelas teles, por conta da abertura do mercado a novas licenças de STFC. Ele só não quis definir uma data. A Anatel só deve liberar autorizações de telefonia para as incumbents que anteciparam metas de universalização após a resolução das diversas pendências regulatórias entre as operadoras, entre as quais o unbundling. Valente lembra que a desagregação já está prevista na Lei Geral de Telecomunicações (LGT), e que, portanto, não necessita de regulamento específico para valer. A questão só depende das operadoras agora.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top