Programação
15/03/2004, 17:20

GNT veicula documentários nacionais

POR REDAÇÃO

O documentário "Janela da Alma", de João Jardim e Walter Carvalho, marca a estréia da faixa de programação Brasil Documento na programação do canal de TV por assinatura GNT. A faixa leva o nome do fórum internacional de documentários promovido anualmente pelo canal no Rio de Janeiro desde 2001.
No documentário, 19 pessoas com diferentes graus de deficiência visual – da miopia discreta à cegueira total – falam como se vêem, como vêem os outros e como percebem o mundo. Personalidades como o prêmio Nobel José Saramago, o músico Hermeto Paschoal, o diretor Wim Wenders, o fotógrafo cego esloveno Evgen Bavcar, o neurologista Oliver Sacks e o vereador mineiro cego Arnaldo Godoy fazem revelações pessoais e inesperadas sobre vários aspectos relativos à visão: o funcionamento fisiológico do olho, o uso de óculos e suas implicações sobre a personalidade, o significado de ver ou não ver em um mundo saturado de imagens e, também, a importância das emoções como elemento transformador da realidade – se esta é a mesma para todos.
"Janela da Alma" redebeu os prêmios no 4 º Festival do Cinema Brasileiro de Paris; na 25ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo; Festival do Cinema do Ceará 2001; e Festival Message to Man (Saint Petersburg – Rússia).
O documentário vai ao ar no dia 21 de março, às 21h00, com reapresentações durante o mês.

Arte africana

Outro documentário nacional que estréia este mês no GNT ?Arte da África?, produzido pela Fuzo Produções. A produção, que vai ao ar no dia 20 de março, às 21h30, documentou entre os meses de outubro e dezembro de 2003, no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro, a exposição Arte da África, uma reunião de artes plásticas, perfomances, palestras e espetáculos retratando a cultura do continente africano.
Com direção de Bernardo Palmeiro, o documentário traz registros de imagens de obras-primas da arte africana e entrevistas com artistas e intelectuais, além de espetáculos e performances de grupos teatrais, mostrando a contribuição do continente africano à cultura universal.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top