OUTROS DESTAQUES
PANORAMA INTERNACIONAL
Rádio digital começa bem nos EUA
quarta-feira, 15 de maio de 2002 , 19h15 | POR TOM SOUTHWICK

Será que os americanos estão dispostos a assinar um serviço de rádio, assim como fazem com a televisão? Duas empresas apostam que sim. A XMSR lançou seu serviço no final de 2001, com cem canais de áudio digital por US$ 9,99 ao mês. Sua rival Sirius lançou o serviço em 14 de fevereiro, também com cem canais, mas cobrando US$ 12,95. As duas têm acordos com grandes fabricantes de carros para que receptores de satélite sejam incorporados nos novos modelos de automóveis nos próximos anos.
Uma pequena amostra do desempenho dessas empresas pode ser visto essa semana, quando ambas anunciaram seus resultados do primeiro trimestre. As duas reportaram perdas abaixo do esperado, e as notícias jogaram suas ações fortemente para o alto.
Mas a questão real é saber quantos assinantes estão dispostos a pagar pelo serviço. A XMSR, no mercado há cerca de seis meses, tinha 76 mil assinantes ao final do primeiro trimestre deste ano. A Sirius, lançada mais recentemente e que cobre apenas metade dos EUA, não divulgou números, mas diz que espera alcançar de 100 mil a 150 mil assinantes até o final do ano.
Cada uma precisará de alguns milhões de assinantes para atingir o break-even. O serviço sem dúvida terá um grande apelo entre aqueles que passam horas atrás de um volante, como motoristas de caminhão. A grande pergunta é se o rádio via satélite pode se expandir para além deste nicho e achar demanda no mercado maior.
No lado positivo está a oferta de centenas de canais, muitos sem intervalos comerciais, num ambiente em que muitas comunidades têm poucas escolhas de rádio. Estações de música clássica, jazz e outras segmentadas desapareceram em muitas comunidades nos EUA à medida em que a publicidade se deslocou para as estações de maior audiência.
No lado negativo, o fato de que o consumidor tem que despender cerca de US$ 200 ou US$ 300 adicionais para comprar e instalar o equipamento necessário à recepção do serviço, além da mensalidade fixa.
A resposta pode estar na intenção do usuário em ter essa pequena despesa adicional quando for comprar um carro novo, que custa nos EUA entre US$ 20 mil e US$ 50 mil.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top