Programação
15/08/2008, 19:26

Ibope apontou digitalização e Internet como causa de queda na audiência na TV paga

POR SAMUEL POSSEBON

A discussão ocorrida esta semana durante a ABTA 2008 sobre a queda de audiência nos canais de TV paga ainda promete novos capítulos. A Globosat, com base em estudos próprios, está convicta de que a queda se deveu à digitalização das redes e que o movimento terá sentido inverso a partir de agora. A Abril aposta que a Internet tem sido fator preponderante na perda de audiência e que é necessário uma melhora na qualidade da programação para segurar o telespectador.
Este noticiário apurou que, a pedido da ABTA, o Ibope já havia tentado entender o fenômeno, e o que o Ibope indicou (porque a resposta não é conclusiva) é que ambos podem estar certos. Segundo o relatório final encaminhado à ABTA, de abril deste ano, a digitalização das redes explica bem a queda de audiência nos canais pagos na cidade do Rio de Janeiro. O Rio, aliás, é onde a queda de audiência foi mais acentuada, e a cidade tem peso de 28% na amostra.
Mas o Ibope aponta outros fatores, todos não-conclusivos: a queda de audiência (que afetou também os canais abertos) pode ser atribuída à popularização dos DVDs (inclusive por conta da pirataria, que barateou o acesso aos filmes), tempo perdido no trânsito ou aumento de permanência no trabalho, acesso à Internet e um certo afastamento entre a TV paga e o consumidor.
Este afastamento se deve ao próprio combate à pirataria (o que é visto pelos usuários como uma medida antipática), repetição excessiva da programação e excesso de comerciais. As inserções publicitárias, por exemplo, cresceram 120% de janeiro de 2005 para janeiro de 2007. "Embora não tenhamos elementos para afirmar, notamos que a Internet passa a rivalizar com a TV", diz o Ibope.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top