Política
16/10/2002, 21:54

Disputa por Minicom será acirrada caso PT vença eleição

POR SÉRGIO SISTER

Fonte muito bem situada no Partido dos Trabalhadores (PT) revela que a disputa pelo Ministério das Comunicações, se Lula vencer as eleições, deverá ser muito renhida, não apenas dentro do partido, mas principalmente, entre o PT e seus aliados. O Partido Liberal (PL) já está de olho no ministério. O que faz todo o sentido quando se leva em conta que a organização tem forte presença da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, controlador da Rede Record.
Esse desejo, que é fonte de preocupações das Organizações Globo e do SBT, também sofre forte oposição das lideranças petistas especializadas no setor de telecomunicações. Os deputados Walter Pinheiro (BA) e Jorge Bittar (RJ) que, como se sabe, defendem um Minicom forte e formulador de estratégias, rechaçam qualquer tentativa de uso político do ministério. Os dois garantiram um posicionamento ?equilibrado? em relação a todos os grupos de mídia.
Essa mesma fonte acredita que alguns segmentos dessa mesma mídia estariam tentando ?demonizar? Walter Pinheiro, pintando-o como esquerdista radical do PT, para retirar sua influência na escolha do futuro ministro e, principalmente, para que não seja ele o escolhido. ?Ele não é esquerdista e não tem vínculos ideológicos com os setores mais radicais do partido?, disse a fonte. ?Não defende qualquer volta atrás na privatização, mas apenas maior equilíbrio entre as necessidades do mercado e as da sociedade?. Vale lembrar também que Walter Pinheiro teria a seu favor um importante fator de conciliação com o PL: é evangélico.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top