TV digital
16/10/2002, 23:17

Modelo europeu compete com TV paga, diz Globo

POR REDAÇÃO

No debate desta tarde sobre TV digital durante o congresso ABTA 2002, o diretor de engenharia da TV Globo, Fernando Bittencourt, foi enfático: "se o Brasil adotar um modelo de exploração (da TV digital) similar ao europeu, será criada mais uma forma de competição para a TV paga". Pedro Braumann, pesquisador português especialista em TV digital, apresentou os caminhos que os diferentes países europeus estão seguindo com relação à TV digital. Na Europa, segundo Braumann, é onde se encontra uma maior sinergia entre a TV digital terrestre e a TV por assinatura, mas em muitos casos existe competição, pois é comum que os modelos prevejam a transmissão de múltiplos canais, com cobrança por alguns deles. Uma cópia da palestra do especialista pode ser obtida em www.paytv.com.br/arquivos/braumannabta2002.zip.

Mobilidade

Para Bittencourt, a solução para o Brasil seria um modelo com TV em alta definição e com mobilidade. Ara Apkar Minassian, superintendente da Anatel, lembrou que o modelo brasileiro certamente terá uma opção de baixo custo, provavelmente com uma caixa conversora. No entanto, mais uma vez ficou evidente que a idéia proposta pela ABTA para que se crie uma caixa comum que possa atender aos serviços de TV digital em todas as plataformas (incluindo TV por assinatura e TV aberta) é um sonho distante que não conta com o suporte dos radiodifusores.
Paulo Saab, presidente da Eletros, lembrou que esse momento é muito delicado para que se pense em introduzir a TV digital no Brasil porque as vendas de televisores estão, de um modo geral, muito abaixo das expectativas, correspondendo a cerca de 50% do que se vendia em 1996.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top