Evento
16/10/2002, 18:21

Painel discute TV digital no cabo

POR REDAÇÃO

Em painel realizado hoje no Congresso ABTA 2002, que acontece até esta quinta, 17, em São Paulo, representantes da radiodifusão, TV por assinatura, Anatel e indústria eletro-eletrônica discutiram a possibilidade de os serviços de TV digital das redes abertas ser lançado no cabo antes mesmo da escolha do padrão.
Fernando Bittencourt, diretor de engenharia da Rede Globo, disse que os serviços de TV digital que os radiodifusores querem testar são a alta definição e a portabilidade, o que não pode ser testado pelo cabo. "O caminho é fazer o que a TV paga não faz", completou Bittencourt. Já Hermano Albuquerque, da operadora de MMDS TV Filme, defendeu a união entre TV digital e TV por assinatura. Para ele "a TV paga é a melhor maneira de a TV aberta ter um canal de retorno para os serviços interativos".

Caixa mágica

Outro assunto discutido foi a criação de um set-top box capaz de receber sinais da TV aberta digital, do cabo e do MMDS. Para Albuquerque "um set-top box comum a todas as tecnologias ajudaria a derrubar o preço".
Segundo Paulo Saab, presidente da Eletros, o set-top box é essencial para que o consumidor que não pode pagar por televisores caros possa receber a programação da TV digital, mas, dependendo dos royalties envolvidos, uma caixa única poderia sair ainda mais cara.
Bittencourt finalizou afirmando que o preço de lançamento dos produtos receptores de TV digital não é a questão mais importante. "O importante é a programação, se o serviço atrair o consumidor, haverá massificação dos receptores."

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top