OUTROS DESTAQUES
Estúdios estrangeiros declaram posição oficial sobre regras ao audiovisual II
sexta-feira, 17 de agosto de 2001 , 18h52 | POR REDAÇÃO

Logo que tomou conhecimento do teor das medidas que a Casa Civil pretende instituir com o auxílio do Gedic, a MPA enviou a todos os ministérios envolvidos na questão carta que, conforme antecipou PAY-TV Real Time News em 27 de junho, apontava os riscos para as boas relações comerciais entre Brasil e EUA caso houvesse restrições ao conteúdo estrangeiro. A carta da MPA precedeu outra da TAP (associação de programadores de TV paga), com conteúdo semelhante. As repercussões das duas ações foram muito ruins sobretudo entre os profissionais ligados ao cinema nacional, que participam em maioria do Gedic, mas tiveram como retorno positivo o fato de a discussão ter sido trazida a público. Posteriormente, a MPA e a TAP buscaram a aproximação com a equipe da Casa Civil que desenvolve o texto de lei. Esta nova iniciativa da TAP mostra-se em linha com a política de "boa vizinhança" que vem sendo buscada pelos estúdios internacionais.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top