Financiamento público
17/11/2014, 20:43

Módulo de habilitação de obras do Sistema de Suporte Automático do FSA entra em operação

POR REDAÇÃO

Está disponível, à partir desta segunda, dia 17, o módulo do Sistema de Suporte Financeiro Automático à Produção e à Programação do Programa Brasil de Todas as Telas destinado à habilitação das obras de referência das empresas previamente habilitadas.

A linha de Suporte Automático (PRODAV – 06/2013-2014) destinará R$ 70 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual, gerido pela Ancine e operado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a projetos de produção independente de cinema e televisão, selecionados pelas próprias empresas produtoras, distribuidoras e programadoras, premiadas por seu desempenho e práticas comerciais anteriores. A habilitação das obras ficará disponível até 15 de janeiro de 2015.

As empresas inscritas devem acessar o Sistema de Suporte Automático pelo Sistema Ancine Digital e selecionar, pelo sistema, os conteúdos audiovisuais (obras de referência) a elas relacionados

Funcionamento

Há três módulos: produção (R$ 25 milhões), programação (R$ 20 milhões) e distribuição (R$ 25 milhões), conforme a atividade da empresa. Cada empresa disporá de uma conta automática, em que são catalogados os pontos relativos ao seu desempenho ou prática comercial: receitas de bilheteria e licenciamentos de obras brasileiras independentes passíveis de constituir espaço qualificado. Na contabilização desses pontos, serão valorizadas algumas características da obra, como a localização da produtora e o retorno financeiro anterior ao FSA.

Os pontos conquistados pelas empresas serão convertidos em valores financeiros, segundo parâmetros estabelecidos pelo Comitê Gestor do FSA. Esses recursos serão investidos pelo FSA em projetos de produção independente indicados pela empresa. No caso de obras para televisão, os conteúdos deverão ser pré-licenciados para exibição pública pelas programadoras, gerando assim uma dinâmica com novos créditos nas contas automáticas e novos investimentos em produção.
 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top