OUTROS DESTAQUES
Pelo termômetro do Fust, faturamento de TV paga está em queda II
quarta-feira, 18 de julho de 2001 , 21h50 | POR REDAÇÃO

Se a arrecadação do Fust com o setor de TV paga mantiver a média atual (R$ 1,18 milhão por mês) até o final do ano e não se retrair ainda mais, o setor deve fechar o ano com um faturamento similar, em reais, àquele registrado em 2000. Mantidas as médias atuais, as empresas de TV paga faturariam até dezembro cerca de R$ 1,7 bilhão. Some-se a isso mais cerca de R$ 200 milhões faturados pelas programadoras com publicidade (se tudo correr bem) e chega-se a um total de R$ 1,9 bilhão, exatamente a mesma coisa que, segundo a ABTA, foi faturado no ano passado. O setor de telecomunicações como um todo cresceu 17% de fevereiro a junho no que se refere à arrecadação do Fust, só havendo queda (de cerca de 10%) entre maio e junho.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top