OUTROS DESTAQUES
Sindicatos e associações ligadas ao audiovisual querem discutir com governo
quarta-feira, 18 de julho de 2001 , 21h50 | POR REDAÇÃO

Depois das associações dos programadores e estúdios internacionais se manifestarem com relação aos trabalhos que estão sendo desenvolvidos dentro da Casa Civil em relação a uma política de audiovisual para o Brasil, agora foi a vez de diversas entidades que compõe o Congresso Brasileiro de Cinema (associações e sindicatos de artistas, cineastas, técnicos de produção, pesquisadores etc) enviarem carta ao ministro chefe da Casa Civil, Pedro Parente. As 16 entidades que assinam a carta enviada ao governo no dia 10 de julho pedem a chance de conhecer previamente e comentar as propostas do governo para incentivo ao audiovisual nacional. O grupo apóia a iniciativa do governo de fomentar a indústria, rechaça as pressões feitas pelos estúdios e programadores estrangeiros mas, em essência, pede a mesma coisa que a MPAA e a TAP Latin America (que também enviaram cartas à Casa Civil): participar do debate.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top