Radiodifusão
18/09/2002, 19:34

Globo acerta venda de emissoras no Paraná

POR SANDRA REGINA DA SILVA

A Globo já conseguiu negociar quase metade das emissoras em que a família Marinho era sócia e das quais decidiu se desfazer para capitalizar a Globopar. As emissoras do Paraná foram repassadas para os sócios locais da Rede Paranaense, a família Cunha Pereira, que passará dos atuais 50% para 90% de participação acionária (o restante fica com a família Marinho). A Rede Paranaense é composta pela TV Paranaense, de Curitiba, e conta com emissoras em Maringá, Londrina, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Paranavaí, Cascavel e Guarapuava, cobrindo ao todo 36 municípios, que correspondem a 2,1% do IPC brasileiro. Há duas semanas, as emissoras de Bauru, Sorocaba e São José do Rio Preto (todas no interior de São Paulo) foram vendidas para o empresário J. Hawilla, proprietário da Traffic. Com isso, 11 das 27 emissoras em negociação já encontraram comprador.
Tanto a Rede Paranaense como as afiliadas que serão de J. Hawilla estão agora em processo auditoria, um procedimento normal para avaliar a situacão econômica-financeira das empresas.
A Rede Globo negocia em outras praças e cada emissora está avaliada entre R$ 20 milhões e R$ 50 milhões. Uma das negociações é com José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni), para a retransmissora de São José dos Campos (TV Vanguarda), que lhe daria uma ampla cobertura se unida à que já tem em Taubaté, indo desde o litoral paulista até todo o Vale do Paraíba, incluindo Bragança Paulista, num total de 1,7% do IPC.
Outras praças à venda são:
*Santos (TV Tribuna), que está sendo negociada com o sócio local, Santini;
*a EPTV (em Campinas, Ribeirão Preto, Varginha e São Carlos) com a família Coutinho Nogueira;
*Presidente Prudente (TV Fronteira) também está em negociação;
*em Minas Gerais, Uberlândia, Uberaba e Araxá estão sendo negociadas com a família Tubal Siqueira, que detém 50% delas; enquanto Juiz de Fora e Montes Claros (100% da família Marinho) estão à venda;
*e no Rio estão à venda as emissoras de Friburgo e Cabo Frio.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top