Fundo Setorial do Audiovisual
18/11/2014, 18:39

Ancine anuncia investimentos de R$ 41 milhões em 88 projetos de filmes e séries de TV

POR REDAÇÃO

A Ancine anunciou nesta terça, 18, um pacote de investimentos no valor de R$ 41 milhões para a realização de 88 projetos de filmes e séries de TV. A operação faz parte do programa do Governo Federal Brasil de Todas as Telas, que utiliza recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para incentivar o desenvolvimento de toda a cadeia do audiovisual brasileiro.

Na ocasião foram divulgados projetos selecionados em quatro diferentes linhas de ação do FSA, sendo duas inéditas: Laboratórios de Desenvolvimento (PRODAV 04/2013), voltada para a qualificação de projetos em fase inicial; e Proposta de Programação (PRODAV 02/2013), através do qual programadoras de televisão solicitam recursos para investimento em obras audiovisuais de produção independente pré-selecionadas pelas próprias empresas.

Por meio da linha de Laboratórios de Desenvolvimento (Chamada Pública PRODAV 04/2013), 44 projetos de produtoras de seis estados e do Distrito Federal receberão recursos para aplicação na etapa de desenvolvimento. Além do apoio financeiro, que totaliza R$ 4,01 milhões nesta operação, os projetos terão o suporte de laboratórios de desenvolvimento a serem oferecidos a partir do início de 2015. O edital para o credenciamento de empresas aptas a oferecer os laboratórios está aberto a inscrições no site da Ancine desde 13 de novembro.

Outra novidade é que a linha de Proposta de Programação (Chamada Pública PRODAV 02/2013) contemplou com R$ 18 milhões duas propostas de programação apresentadas pelas programadoras de TV Globosat e Synapse Programadora de Canais de TV. A proposta da Globosat prevê aporte de R$ 8 milhões em três obras audiovisuais a serem exibidas no GNT. A proposta da Synapse para o canal Curta! beneficiará 12 produções com um total de R$ 10 milhões. Os contratos de investimento serão firmados diretamente com as produtoras brasileiras independentes.

Ainda pela linha de Proposta de Programação, a Ancine anunciou que foram aprovadas as consultas prévias de sete propostas de canais pertencentes a quatro programadoras, no valor total de R$ 25,53 milhões. A decisão implica a reserva dos recursos para que as programadoras realizem processo seletivo de conteúdos de produção independente e apresentem as respectivas propostas de programação em até 120 dias.

Produção independente

Na coletiva, foram anunciados também novos investimentos das linhas de produção para TV (PRODAV 01/2013) e de produção cinematográfica via distribuidoras (PRODECINE 02/2013), que funcionam na modalidade de fluxo contínuo. Dezenove projetos receberam decisões favoráveis do Comitê de Investimentos do FSA e serão contemplados com um total de R$ 19,3 milhões.

Pela linha de TV (Chamada Pública PRODAV 01/2013), que faz aporte na produção de obras destinadas às televisões aberta e por assinatura, R$ 13,3 milhões serão destinados a 17 projetos de 13 produtoras. E na linha em que distribuidoras solicitam recursos para investimento na produção de longas-metragens (Chamada Pública PRODECINE 02/2013), dois projetos foram contemplados: “Meu passado me condena 2”, de Julia Rezende, continuação do sucesso de bilheteria lançado em 2013; e “O Matador”, novo projeto de Marcelo Galvão, diretor de “Colegas”, ambos apresentados pela Paris Filmes. Cada um dos projetos fará jus a um investimento de R$ 3 milhões.

Laboratórios de Desenvolvimento

A seleção dos projetos na linha de Laboratórios de Desenvolvimento (PRODAV 04/2013) foi feita por analistas da Ancine na primeira etapa, e, posteriormente, por uma comissão de seleção composta por dois representantes da Agência, os especialistas em Regulação Alexandre Muniz e Rodrigo Camargo, e por três profissionais independentes – o diretor, roteirista e montador Giba Assis Brasil, fundador da produtora Casa de Cinema de Porto Alegre; o cineasta Hilton Lacerda, diretor e roteirista responsável pelo premiado “Tatuagem”, e o produtor Rodrigo Teixeira, da RT Features.

O montante investido nesta operação, no valor total de R$ 4.014.368,00, será utilizado no desenvolvimento de projetos de 16 longas-metragens de ficção; de 27 obras seriadas para a televisão (sendo 18 séries ficcionais, 5 séries de animação e 4 séries documentais); e de um formato de obra audiovisual.

Os projetos receberão apoio financeiro de acordo com os limites estabelecidos no edital: R$ 120 mil para obras seriadas de animação ou ficção; R$ 40 mil para obras seriadas de documentário e formatos; e R$ 70 mil para obras não seriadas de longa-metragem de ficção ou animação.

Projetos selecionados

Confira as listas de projetos contemplados nas chamadas Prodav 04/2013, Prodav 01 e Prodecine 02, e propostas de programação contempladas na chamada Prodav 02/2013.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top