VOD
19/02/2016, 00:09

Preços da Netflix são muito altos nos novos territórios, aponta estudo

Um estudo da Digital TV Research aponta que a Netflix pode ter que rever sua política de preços em muitos dos 130 territórios onde o serviço passou a ser oferecido recentemente. A pesquisa compara o valor médio cobrado por assinante (ARPU) com o valor médio da TV por assinatura nesses países.

No geral, a Netflix cobra US$ 8 por mês no serviço para exibição em apenas uma tela, US$ 10 no serviço para duas telas simultâneas e US$ 12 por mês para até quatro telas e conteúdo em alta definição. Os valores não são muito razoáveis nos mercados em desenvolvimento e, por isso, a empresa de pesquisa prevê que sejam ajustados a médio prazo.

Na Austrália, o ARPU da Netflix representa apenas 9% do ARPU da TV por assinatura, enquanto nos Estados Unidos a comparação sobre para 10%. Na Índia, no entanto, as taxas do serviço OTT representam 252% do valor médio da TV por assinatura. Na Tailândia, as taxas são 79% do valor da TV paga e, na Polônia, são 71%. Mesmo em países mais desenvolvidos, como Alemanha, Reino Unido e França, a assinatura do Netflix tem ARPU alto em comparação ao da TV paga, com 56%, 30% e 36%, respectivamente.

No México e no Brasil as taxas são relativamente baixas – 21% e 17%, respectivamente. Nestes países o serviço OTT já está bem estabelecido e pratica preços mais baixos em comparação com os novos territórios.

Comentários

1 Comentário

  1. Luiz Carlos Almeida disse:

    Aqui é barato perto da roubalheira que é o preço de assinatura da TV Paga! Um absurdo! A banda larga no Brasil também é muito cara e ruim.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top