OUTROS DESTAQUES
Tevecap faz oferta de recompra da dívida
quarta-feira, 19 de maio de 1999 , 17h22 | POR REDAÇÃO

Ao mesmo tempo que vende a sua participação na Galaxy Brasil para a Galaxy Latin America, a Tevecap também se desfaz de sua participação de 10% na própria GLA. Com isso, a Galaxy Latin America passa a ser composta apenas pela Hughes Electronics e pelo Grupo Cisneros. Antes das mudanças, a Tevecap tinha 10% da GLA, a Hughes tinha 70% e o Cisneros controlava 20% da empresa. Além destas mudanças, a Tevecap está fazendo ao mercado investidor internacional uma oferta de recompra de seus papéis. Ela oferece US$ 500 para cada lote de US$ 1000 em títulos, mais um bonus de aceitação do acordo com a Galaxy no valor de US$ 150. Ou seja, o investidor que aceitar a transação de venda da Galaxy Brasil leva US$ 650 mais os juros que vencem em 25 de maio por cada US$ 1000 que tiver em dívidas da Tevecap. Estes papéis venceriam em 2004 e representam a maior parte da dívida da TVA. Todos os negócios estão vinculados, ou seja, a Tevecap só pode sair da Galaxy Brasil se os investidores aceitarem, e os investidores só poderão revender seus papéis se aceitarem a transação. O pedido de aprovação do acordo feito aos investidores deve ser respondido até o dia 3 de junho. Até o dia 15 de junho a Galaxy Latin America pode desfazer o negócio se a maioria dos investidores não tiver dado o aval de compra. E até o dia 17 de junho os investidores precisam dizer se querem ou não revender os papéis para a TVA. Estas mudanças também estão vinculadas à aprovação da Anatel. Caso tudo corra como planejado, a Tevecap fica mais enxuta para dar prosseguimento à sua reestruturação, que deve envolver a saída definitiva da área de programação entre outros projetos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top