Mipcom
19/10/2005, 07:47

Traffic quer expandir portfólio internacional

POR EDIANEZ PARENTE, DE CANNES, FRANÇA

A Traffic Media & Entertainment, nova empresa do grupo Traffic voltada à distribuição internacional de conteúdo audiovisual brasileiro e que comprou 50% da produtora Canal Azul, se apresenta no Mipcom como dona de um portfólio de mais de 400 episódios de conteúdos nacionais dos mais variados formatos. No portfólio estão programas infantis, séries e programas especiais, documentários, shows e acervo.
A Traffic está negociando no mercado internacional o conteúdo infantil da TV Cultura e TV Rá-Tim-Bum, como "Cocoricó", "Ilha Rá-Tim-Bum", "Glub- Glub" e o "Castelo Rá-Tim-Bum", entre outros. Marcos Mendonca, presidente da Fundação Padre Anchieta (TV Cultura e TV Rá-Tim-Bum), afirma que a opção pela Traffic se deu pelo fato de ser melhor atuar no mercado internacional com quem já tem experiência (por causa dos esportes) e por se tratar de uma empresa brasileira.
Com a Rede Bandeirantes, a Traffic fechou a exibição internacional da cobertura ao vivo via satélite do Carnaval 2006 de Salvador. Outros conteúdos que a Traffic passa a distribuir são os especiais sobre o Rally dos Sertões e outros documentários de natureza, como ?Mar Sem Fim?, sobre as aventuras de Amir Klink. De acordo com Marcello Milliet, CEO da Traffic, o grupo expande-se para áreas além do futebol, onde não vê mais tantas possibilidades de crescimento além dos direitos que já representa.
No segmento de audiovisual, a internacionalização visa principalmente a captação de recursos no mercado externo para produção no Brasil – e ele não descarta a produção de ficção, citando a experiência com cinema da Canal Azul (o longa "Eliana e os Golfinhos").
Assim, a Traffic atua nos ramos: esportes, produção audiovisual (com a TV7 e Canal Azul), emissoras afiliadas (grupo TV Tem), e-commerce (3T media solutions) e com a recente aquisição de um jornal local de São José do Rio Preto, que passa a se chamar Bom Dia.
A Traffic, que começou como empresa de marketing esportivo, passou a olhar mais para o mercado internacional a partir de 99, quando teve a entrada de sócios do fundo Hicks, Muse, Tate & Furst. Na próxima semana, a Traffic Marketing Esportivo expõe na feira Sportel, em Mônaco, onde leva seus tradicionais produtos de futebol. A empresa já chega ao evento com a venda da Copa América, que acontece em 2007, feita para o Oriente Médio, ?em valor 33% acima da última edição?, afirma Milliet. No segmento de esportes, a Traffic também passou a representar em nível local e internacional o golfe nacional e a nova liga de basquete (NLB) formada pelo ex-jogador Oscar.

Investimentos

Sobre os investimentos nos novos negócios, Milliet enumera os gastos técnicos: já foram mais de US$ 350 mil para a digitalização dos arquivos da TV7, e a Traffic Media & Entertainment vai investir em 2006 cerca de US$ 1 milhão em novos equipamentos de produção.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top