Estratégia
19/11/2015, 18:31

Twitter e canais de TV estreitam relacionamento no Brasil

A Globo passou a utilizar esta semana o Twitter App Spotlight. A ferramenta permitirá que os usuários baixem a nova plataforma de VOD, Globo Play, diretamente de sua página no microblog, que tem mais de nove milhões de seguidores.  

O Twitter App Spotlight está disponível desde 21 de outubro nos EUA e chegou ao Brasil agora no início de novembro. Com o App Spotlight, o Twitter oferece aos parceiros de mídia, como a Globo, uma oportunidade para engajar, ativar e conectar suas audiências. A ferramenta dá mais visibilidade aos aplicativos das empresas, aproveitando as visitas espontâneas dos usuários aos perfis no Twitter.

Essa é apenas uma das formas de integração do Twitter com os grupos tradicionais de mídia. Segundo Jeffrey Graham, diretor global de Ad Research do Twitter, as pessoas usam o microblog como uma segunda tela e isso aumenta a satisfação deles ao assistir a TV. "Descobrimos que o relacionamento entre a TV e o Twitter tem muita força para direcionar a audiência. As pessoas usam o Twitter para descobrir o que está acontecendo na TV naquele momento, como quando querem saber o placar de uma partida esportiva. O Twitter também tem um papel quando as pessoas leem vários tweets sobre um programa em particular e percebem que esse é um programa que vale a pena ser assistido", diz.

O executivo explica que o microblog vem trabalhando com  diversos grupos de mídia em uma troca de audiência. Ao usar uma hashtag em sua programação, o canal de TV leva audiência ao Twitter, enquanto o Twitter faz com que, ao interagir com a programação, a audiência fique mais presa ao conteúdo. "Num primeiro momento, achava-se que ter uma segunda tela seria uma distração para o telespectador. Nossas pesquisas apontaram que quando as pessoas estão twitando sobre um programa, elas prestam mais atenção naquele conteúdo e não trocam de canal nos intervalos. Há um engajamento maior", explicou o executivo a este noticiário.

Segundo Carlos Moreira Jr, diretor executivo de mídia do Twitter para a América Latina, o mercado de mídia brasileiro já percebeu os benefícios da interação com o Twitter, o que leva até a parceria comerciais.

"Vimos uma mudança na forma como o mercado, especialmente a TV aberta, percebe o Twitter. Antes, eles viam o digital como um todo e como uma ameaça. Hoje percebem vantagens em trabalhar conosco. Sabem que eles são os portadores da mensagem e que são eles que estão liderando uma conversa com a audiência. Começam a traçar suas estratégias antes, durante e após as exibições e nós os estamos ajudando nesse sentido", diz o executivo.

O link para o Globo Play, explica, é só uma forma de ajuda mútua, mas existem outras. "Meu time hoje, especialmente no Brasil, é quase parte da equipe de produção (dos conteúdos televisivos). Participamos na criação, execução e fazemos análises quando o conteúdo é exibido. Há uma estratégia para engajar a audiência e nós fazemos parte dela", explica.

Sobre a publicidade, o executivo explica que alguns grupos, em casos específicos, chamam o Twitter para criar pacotes comerciais conjuntos. "As equipes comerciais sempre podem trabalhar de foram independente. Mas em alguns casos, nossos parceiros de mídia pedem para que nosso comercial se apresente com o deles para os clientes. Isso foi feito no 'Masterchef Brasil' (com a Band), com 'Malhação' (Globo) e com vários projetos da Globosat e da Record", explica.

Comentários

1 Comentário

  1. Vitor disse:

    A interação muda o enfoque que vivíamos, no qual as decisões eram delegadas para quem nos representavam, e suas ações eram sujeitas a "humores e cochavos" O indivíduo passa a ter voz ativa.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top