Publicidade
20/03/2006, 19:21

Governo foi o segundo maior anunciante de TV em 2005

POR EDIANEZ PARENTE

Os gastos totais com mídia do Governo Federal acabam de ser fechados a partir dos dados fornecidos pelo IAP (Instituto de Acompanhamento da Publicidade). O total dos investimentros do Poder Executivo em mídia ? o que inclui todos os órgãos da adminsitração direita e todas as empresas da administração indireta – perfazem um total geral de R$ 888,3 milhões durante o ano; em 2004, o total tinha sido de R$ 939,9 milhões. Os gastos com televisão somam em 2005 R$ 543,1 milhões ? 1% a menos do que os R$ 547,2 milhões gastos em 2004. Os valores não incluem publicidade legal, produção e patrocínio.
De todas as mídias, as únicas que obtiveram investimentos maiores por parte do governo em relação a 2004 foram os segmentos de revistas e Internet. Com revistas, a verba empregada em 2004 foi de R$ 94,3, e em 2005, R$ 97,5 milhões; em Internet, os investimentos foram de R$ 12,4 milhões em 2004 contra R$ 14,3 milhões em 2005. A maior queda de investimentos foi na mídia outdoor, que caiu de R$ 17,3 milhões, em 2004, para R$ 6,4 milhões em 2005.

Segundo maior em TV

A título de comparação, números divulgados no mês passado pelo Ibope Monitor, sobre os maiores anunciantes do país em 2005, indicam a Casas Bahia no topo, com gastos de R$ 2,4 bilhões em publicidade (incluindo televisão). Já o segundo maior anunciante privado do País, a Unilever, gastou, de acordo com o Ibope Monitor, R$ 491 milhões ? menos, portanto, do que o Governo Federal gastou apenas em televisão.
Vale lembrar que uma queixa corrente na indústria de TV em 2005 era de que a crise do mensalão diminuiu os gastos do governo na mídia TV; o que, verifica-se, não parece ter de fato se refletido de forma significativa no balanço total dos investimentos nesta mídia.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top