TV digital
20/07/2005, 14:09

Universidades pedem a Costa continuidade das pesquisas

POR REDAÇÃO

Os pesquisadores envolvidos no projeto do Sistema Brasileiro de TV Digital encaminharam ao ministro das Comunicações, Hélio Costa, uma carta durante encontro realizado na terça, 19, em Campinas. A carta busca, discretamente, atualizar e informar Costa sobre o atual estágio das pesquisas realizadas no Brasil, na esperança de que o novo ministro manifeste apoio às atividades que serão desenvolvidas até dezembro, quando o conjunto de dados tem que ser entregue ao governo para que seja estabelecido o modelo de referência. Os pesquisadores agradecem a presença de Hélio Costa ao encontro e reafirmam "posição de aliados para que o projeto do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre atinja os objetivos de inclusão social e de competência tecnológica visados".
Segundo os pesquisadores, "apesar de recentemente iniciado, o projeto já produz conhecimento e competência significativos, estratégicos para a capacitação e autonomia tecnológicas nacionais, credenciando-nos a uma posição de destaque nos fóruns internacionais que tratem do assunto". Afirmam que além da competência tecnológica, é meta prioritária do modelo a ser proposto o "desenvolvimento econômico e, sobretudo, social do Brasil".

Compromisso para 2006

Os pesquisadores se comprometem a encaminhar, "no prazo determinado", as contribuições para que o Governo chegue às "definições necessárias para a continuidade do projeto SBTVD". Pedem, por fim, encontro entre o fórum de pesquisadores e o ministro Hélio Costa para que sejam definidas "formas de os trabalhos em andamento continuarem a contribuir com as políticas governamentais" e ainda "proposições para a segunda fase, de desenvolvimento do projeto". Ou seja, os pesquisadores já querem discutir como continuar as pesquisas e a implementação do modelo a partir de 2006. O fórum de pesquisadores compreende 22 consórcios, com 79 instituições e cerca de 1000 pesquisadores.
Hélio Costa, ao falar aos pesquisadores, acalmou os ânimos daqueles envolvidos com o Sistema Brasileiro de TV Digital ao corrigir algumas de suas declarações. Primeiro, o ministro ajustou, segundo participantes do encontro, a conceituação de padrão, sistema e modelo. Hélio Costa afirmou acreditar que, em relação ao padrão, de fato espera que não se "reinvente a roda" e acredita que o Brasil seguirá um dos três padrões estabelecidos no mundo. Em relação ao sistema, Costa reconheceu que middleware e aplicações são campos em que o Brasil pode desenvolver expertise e tecnologia própria. E em relação ao modelo, Hélio Costa já havia dado declarações antes mesmo de ser ministro de que modelos como o norte-americano, que privilegiam a alta definição, talvez não sejam adequados para o Brasil.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top