Programação
21/01/2016, 17:51

Para Space, digital é estratégico para envolver a audiência

O digital está no centro da estratégia do canal Space para manter a relevância de seus conteúdos, conta Marcelo Tamburri, VP da Turner responsável pelos canais Space, I.Sat e TCM.

Segundo ele, foi preciso promover uma mudança na mentalidade do canal. "Mais importante do que os novos conteúdos é entender que tudo tem que ser 360 graus, estar em todas as plataformas", disse a este noticiário. "Temos que estabelecer um diálogo dinâmico entre o canal e o público", completou.

O Space tem hoje, diz, duas prioridades. Uma é o foco no conteúdo original, e a outra são as plataformas digitais, especialmente a Space Go, o serviço de TV everywhere do canal. "Já estamos fazendo as premieres das séries mais importantes no digital, antes de estrear na TV", conta Tamburri. A plataforma está disponível no Brasil para assinantes da Sky, Algar, Vivo e OiTV.

A estratégia inclui produzir conteúdos extras das séries para as redes sociais e o YouTube, para criar uma "conversa" permanente sobre estes conteúdos. "Não é só trailer e teaser, temos conteúdos exclusivos para estas plataformas", conta o executivo. "Nosso público é 40% na faixa dos 18 aos 34 anos. Você tem que ser inteligente hoje para atingir essa faixa", completa.

Nacional

O Space, que em 2015 lançou a série "Zé do Caixão", prepara para este ano outra produção nacional, também baseada numa história real. "A Lei", produção da Intro Pictures, fala sobre um apresentador de TV que encomendava mortes, para depois apresentá-las em seu programa. A direção será do argentino Adrián Caetano e a série deve estrear no último trimestre de 2016.

O canal também seguirá exibindo os jogos da Liga dos Campeões, juntamente com EI Maxx e TNT.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top