Pesquisa
21/11/2012, 15:55

Geração Y se preocupa com a crise econômica global, indica pesquisa da Viacom

POR REDAÇÃO

A Viacom coordenou uma pesquisa global, intitulada “The Next Normal: um olhar sem precedentes sobre a geração Millennials”, em que busca traçar um retrato do grupo demográfico conhecido com geração Y, formado por jovens entre 9 e 30 anos. Mais de 15 mil entrevistas foram feitas em 24 países: Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Egito, França, Alemanha, Grécia, Índia, Itália, Japão, México, Holanda, Polônia, Rússia, Arábia Saudita, Singapura, África do Sul, Espanha, Suécia, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos.

O estudo revelou que a economia é o fator que mais impacta a geração Millennials hoje, sendo que 68% dos entrevistados declararam sentir-se pessoalmente atingidos pela crise econômica global. Esta porcentagem aumenta na Espanha (86%), Itália (85%) e Grécia (80%). Mas, apesar de as preocupações econômicas serem significativas, a maioria dos Millennials demonstra um forte sentimento de felicidade e otimismo.

Mais de três quartos se descrevem como “muito felizes”, sendo que os mais felizes são os latino-americanos. Passar tempo com a família e amizades são os principais motivos para felicidade. Para os entrevistados, a tecnologia tem um papel facilitador em suas vidas. Três quartos dos Millennials acreditam que as mídias sociais tem um efeito benéfico sobre as relações com os amigos e 73% dos Millennials dizem que o acesso à Internet muda a forma de pensar sobre o mundo.

As inseguranças em relação ao trabalho são os principais motivos de preocupação. Quase metade dos jovens (49%) acredita que insegurança no emprego vai continuar piorando. Um total de 78% preferiria ter um emprego com salário mínimo do que nenhum trabalho. Enquanto 38% dos jovens em 2006 concordaram com a afirmação: "Eu vou ganhar mais do que os meus pais", essa porcentagem caiu para 25% no pós-crise.

Os Millennials apresentam um crescente sentimento de orgulho nacional e interesse em manter as tradições locais. Ao mesmo tempo, eles têm uma visão cada vez mais aberta e tolerante sobre outros países e culturas. Para se ter uma ideia, 83% concordam com a frase "Eu tenho orgulho de ser […]" (em comparação com 77% em 2006); 76% concordam que "é importante manter as tradições do meu país" (em comparação com 68% em 2006); 73% acham que é muito bom ter pessoas de outros países vivendo em seu país (em comparação com 51% em 2006); 86% se descrevem como mais tolerantes, e 84% concordam com a afirmação "pessoas do meu grupo de idade têm o potencial de mudar o mundo para melhor”.

As principais características que definem a geração Millennials englobam um sentimento de comunidade global, um recém-descoberto sentimento de tolerância e flexibilidade, o aumento da criatividade e um forte desejo de compartilhar e se conectar: 87% estão ativamente curiosos sobre o mundo ao seu redor; 87% se atribuem a frase "compartilhar e se conectar"; 85% se descreveram como capazes de se adaptar rapidamente às mudanças, e 93% acreditam que o mundo é nossa responsabilidade e que devemos tratar todas as pessoas com respeito, independentemente de raça, sexo, religião, orientação política ou sexual.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top