OUTROS DESTAQUES
Broadcasters americanos querem rever definições do ATSC
quarta-feira, 22 de março de 2000 , 23h18 | POR REDAÇÃO

O barulho que Sinclair, NBC e outros broadcasters norte-americanos vêm fazendo contra as especificações do ATSC e, por que não, também os testes brasileiros, estão forçando uma mudança radical e inesperada de rumos no que se refere à TV digital dos EUA. Na terça, 21, o serviço online da revista Broadcasting & Cable revelou que o próprio ATSC (Advanced Television Systems Committee) deu o braço a torcer e anunciou que está formando uma força tarefa para determinar se alguma alteração no padrão escolhido é necessária. Serão analisadas as últimas evoluções nos receptores ATSC, os resultados e a metodologia dos testes existentes, se as aplicações móveis (possibilitadas pela modulação COFDM) são realmente importantes e se a modulação atual (8-VSB) precisa ser alterada. O primeiro encontro acontece dia 31 de março, em Washington. A força tarefa está aberta aos 200 membros da ATSC. O diretor executivo da ATSC, Mark Richer, declarou, segundo informações da Broadcasting & Cable, que não quer antecipar as decisões da força tarefa, especialmente a possibilidade de mudança da modulação 8-VSB para a modulação COFDM. É interessante notar que a decisão da ATSC está acontecendo mesmo depois que a FCC confirmou o 8-VSB como modulação única a ser adotada, negando um pedido da Sinclair.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top