Política
22/07/2003, 18:26

Casa Civil dá a entender que Ancine vai para o MinC

POR FERNANDO LAUTERJUNG

O ministro da Casa Civil, José Dirceu, encontrou-se na sexta, 18, com uma comitiva de realizadores cinematográficos. Segundo o cineasta Alain Fresnot, que esteve na reunião representando a Apaci (associação que agrega os realizadores de São Paulo), Dirceu foi "muito afável" no encontro e prometeu resolver rapidamente o destino da Ancine. O prazo dado pelo ministro para resolver a questão foi de duas semanas. O ministro deu a impressão a seus interlocutores de que a Ancine deve ficar mesmo sob o guarda-chuva do Ministério da Cultura.
A reunião, que foi agendada por Lucélia Santos, membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, tinha como objetivo entregar ao ministro uma carta pedindo a volta dos R$ 16 milhões ao orçamento da Ancine. Mas, em uma pré-reunião, os 12 cineastas que participaram da comitiva resolveram não entregar a carta e aproveitar a situação para discutir questões "menos pontuais".
De qualquer forma, Dirceu se comprometeu com o grupo em marcar uma reunião com o ministro da fazenda, Antonio Palocci, para discutir o tema.
Estiveram presentes Murilo Salles, Tetê Moraes e Roberto Farias (Abraci); Toni Venturi, André Sturn e Alain Fresnot (Apaci); Geraldo Moraes (Aprocine); Geraldo Velloso (Associação dos Cineastas de Minas); Giba Assis Brasil; Cláudio Assis; João Batista de Andrade e Lucélia Santos.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top