Audiovisual
22/09/2003, 18:52

Ancine divulga primeiro levantamento sobre o cinema nacional

POR REDAÇÃO

A superintendência de desenvolvimento financeiro (SDF) da Ancine divulgou nesta segunda, 22, um panorama com o desempenho econômico do cinema nacional nos íltimos dez anos. O documento conta com dados estatísticos da produção, distribuição e exibição de 1992 até 2002. Segundo o panorama, de 1992 a 2002, a percentagem de filmes de longa-metragem nacionais lançados aumentou de 1,27% do total de títulos lançados no País, no início da década, para 26,90% ao fim de 2002. No mesmo período, o número de espectadores dos filmes brasileiros aumentou de 36.093 (0,05% de um total de 75 milhões) para 7.299.988 (8% de um total de quase 91 milhões).
Além disso, foram divulgados números do ano de 2003 (até 31 de agosto). Neste ano, segundo a SDF e a Agência Nacional do Cinema, estrearam 14 longas brasileiros e 37 estão prontos, aguardando lançamento. Há 52 em finalização, e 34 em filmagem. O número de longas em pré-produção, com projetos aprovados para captação publicados do Diário Oficial da União até 31 de agosto, é de 256 títulos, incluindo ficção e documentários. Somando-se todos os números do ano chega-se ao número de 393 filmes de longa-metragem em produção ou produzidos este ano com o uso de incentivos fiscais. Além disso, segundo o documento, estão em produção outros 95 filmes que ainda não solicitaram incentivo fiscal nenhum.
Outro dado divulgado foi o valor investido no cinema brasileiro este ano através da Lei do Audiovisual e Lei Rouanet: R$ 12,512 milhões. Os 10 maiores investidores no cinema brasileiro em 2003, até setembro, foram: BR Distribuidora, Eletrobrás, Lafarge Brasil, Finame, Brasil Telecom, Unicap Unibanco, Unibanco, Banco Bandeirantes, Federal Capitalização e João Carlos di Gênio.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top