Direitos esportivos
23/02/2016, 21:23

Meta do Esporte Interativo é fechar com pelo menos oito clubes do Campeonato Brasileiro

Continua a disputa entre a Globo e a Turner pelos direitos do Campeonato Brasileiro a partir de 2019. Por enquanto, o único time que fechou com a proposta do Esporte Interativo foi o Santos. Com a Globo, já estão fechados pelo menos Corinthians, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Vasco da Gama, Botafogo, Vitoria e Sport Recife.

Uma fonte próxima às negociações afirmou a este noticiário que a meta inicial do Esporte Interativo é fechar com oito clubes. Com menos que isso, não dá para seguir com o projeto. Outras fontes envolvidas na disputa afirmam que há, inclusive, uma cláusula de saída nos contratos propostos pelos Esporte Interativo, caso o número mínimo não seja atingido.

A estratégia do Esporte Interativo é convencer os canais de que não compete com a Globo, mas apenas com o SporTV. Para isso, contam com uma decisão do Cade de 2012 sobre o Clube dos 13, que impediu a Globo de fazer contratos combinados com diferentes plataformas. Além disso, já estudam a possibilidade de pedir ao Cade uma manifestação garantindo aos clubes que eles não podem ser retaliados pela TV Globo por fecharem na TV paga com o Esporte Interativo. O valor oferecido pela Turner é mais de cinco vezes o valor que a Globo oferece apenas por TV paga. Para a Globo, o maior valor no campeonato está na TV aberta e no pay-per-view, duas modalidades de distribuição onde, aliás, não enfrenta concorrência.

Este noticiário apurou ainda que o Esporte Interativo está oferecendo uma garantia de que a TV Globo não retaliará os clubes, acenando com uma indenização. Para o canal, no entanto, esse cenário é muito improvável, apenas no caso de "um apocalipse".

Apesar de ter apenas um clube sob contrato, o clima dentro do canal é de otimismo conforme avançam as negociações, sobretudo com São Paulo, Palmeiras, Internacional, Grêmio, Atlético Paranaense, Coritiba, Bahia e Flamengo.

Proposta

No início da semana, o Blog do Menon, do Uol Esporte, trouxe as propostas da Globo e da Turner para o São Paulo, abertas pra o blog pelo dirigente Ataíde Gil Guerreiro. A Globo teria oferecido pelo contrato válido entre 2019 e 2024 luvas de R$ 60 milhões para o clube, o fim dos privilégios do Corinthians e do Flamengo e um valor de R$ 1,1 bilhão, para os 20 clubes, pelos direitos nas plataformas TV aberta e fechada. Deste valor, R$ 100 milhões seriam pelos direitos em TV paga.

Já o Esporte Interativo teria oferecido R$ 40 milhões de luvas para o clube e R$ 560 milhões para o conjunto de clubes apenas pelos direitos em TV paga.

A distribuição dos recursos também seria diferente. Na proposta da Globo, seria 40% divididos pelos 20 clubes igualmente, 30% de acordo com a classificação no campeonato e os outros 30% pela exposição na TV. A proposta da Turner seria 50% dividido igualmente entre os 20 clubes, 25% pela classificação no campeonato e 25% pela exposição na TV, de acordo com a audiência.

Comentários

2 Comentários

  1. Luiz disse:

    Chegou a hora de moralizar o nosso futebol, mais alguns cartolas querem permanecer na mesma.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top