OUTROS DESTAQUES
De onde saiu a fórmula da proposta financeira?
quinta-feira, 23 de outubro de 1997 , 01h00 | POR REDAÇÃO

Há coisas que o Minicom faz que, apesar de eficientes, não têm muita explicação. Com relação à fórmula para proposta financeira não foi diferente. Porque se usou uma potência de 21 e não de 10, 15 ou 20? Uma empresa que participa dos editais arrisca um palpite. Esta potência facilita a compensação financeira para perdas técnicas em casos onde o ágio for de até cinco vezes o valor mínimo. Segundo a empresa, é justamente nesta faixa que devem ficar as propostas. "Dependendo das cidades, ágios maiores do que 500% já começam a ficar absurdos", explica a fonte.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top