TV 2.0
23/10/2009, 17:06

Netflix quer internacionalizar serviço de streaming

POR REDAÇÃO

A Netflix quer internacionalizar seu negócio em 2010. A companhia criou um modelo de negócio de grande sucesso nos EUA, ao vender "assinaturas" de DVDs, entregues e devolvidos pelo correio, e a partir deste ano passou também a funcionar como locadora virtual, vendendo streamings de filmes e séries.
O CEO da empresa, Reed Hastings, anunciou que o negócio de streamings começará a atingir mercados fora dos EUA no segundo semestre do próximo ano, começando com testes em mercados pequenos, e depois expandindo-se.
No início do ano, segundo os noticiários internacionais, a posição da companhia era a oposta. Mas o sucesso nas vendas de streamings nos EUA e uma possivel facilidade de negociação dos direitos internacionais mudaram o cenário.
Métricas
No anúncio dos resultados trimestrais a companhia apresentou alguns números de seus 11,1 milhões de usuários. Cerca de 42% assistiram pelo menos 15 minutos de vídeos no último trimestre, 22% a mais que no semestre anterior.
Um bom motivo para apostar no streaming são os custos de postagem dos DVDs. A companhia espera gastar US$ 600 milhões com os correios em 2010, e US$ 700 milhões em 2011. Mas esse custo deve começar a cair na medida em que aumentem as locações virtuais, espera Hastings.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top