Mercado
24/02/2016, 18:12

Publicidade teve queda em 2015, descontada a inflação

Os investimentos em publicidade somaram R$ 132 bilhões no Brasil, no ano passado, de acordo com dados da Kantar Ibope Media, que acompanha e monitora os principais meios de comunicação do país. O montante é 9% superior ao volume registrado em 2014, mas considerando-se a inflação do período, observou-se uma leve retração de 0,9% no total investido em 2015.

Vale destacar, o monitoramento da empresa leva em conta apenas o preço de tabela dos veículos. Na maioria das vezes são aplicados descontos que podem chegar a 90% sobre o preço cheio.

Entre os meios, a pesquisa aponta que a TV (aberta e por assinatura) mantém a maior participação sobre o bolo publicitário, com 69,6% do volume total de investimentos. Entre as duas modalidades, a TV por assinatura ganhou espaço, representando 11,4% do bolo,contra 9,4% do ano anterior, enquanto a TV aberta teve sua participação reduzida de 61% para 58,2% do bolo publicitário.

Na sequência aparecem o jornal (R$ 16,9 bilhões) e o display, que alcançou R$ 8,7 bilhões e participação de 6,6% no montante total. Em 2015, a Kantar Ibope Media ampliou a cobertura de sites e portais monitorados e reformulou a metodologia de coleta desta publicidade online. Além disso, com o início da mensuração de links patrocinados nos principais sites de busca do país, foi possível mensurar o investimento dos principais anunciantes na categoria de search, que chegou a R$ 1,6 bilhão. A participação conjunta destes formatos digitais chega a 8% do bolo publicitário. Já os gastos em mídia exterior (out-of-home), que agora representam outdoor e mobiliário urbano, somaram R$ 1,5 bilhão no ano passado (1,2% do total).

TV aberta, TV por assinatura, rádio, cinema e out-of-home tiveram crescimento no período, enquanto jornais e revistas tiveram perdas nominais. Um dos maiores crescimentos foi o da TV por assinatura, que passou de R$ 11,421 bilhões em 2014 para R$ 15,065 bilhões em 2015 (novamente, valores de tabela). Um crescimento de 32%. Já a TV aberta cresceu 4 % nominais no período, de R$ 73,921 bilhões para R$ 76,907 bilhões.

A publicidade em cinema, embora represente apenas 0,5% do total, teve crescimento nominal expressivo entre 2014 e 2015, saltando de R$ 530,44 milhões para R$ 725,56, um aumento nominal de 36,8%.

Agências

A Kantar Ibope Media também divulgou a lista das 50 maiores agências de publicidade do Brasil em 2015, de acordo com o investimento publicitário dos anunciantes. A Y&R continua na liderança do ranking, com um investimento de mais de R$ 7 bilhões, entre janeiro e dezembro do ano passado. Em seguida, aparecem Ogilvy e Mather Brasil, Africa, WMcCann, Almap BBDO e Leo Burnett Tailor Made, todas com mais de R$ 3 bilhões em recursos investidos em mídia.

A lista completa das 50 maiores agências pode ser acessada no link: http://bit.ly/1LGbU7Y

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top