Regulamentação
24/08/2011, 18:57

Minicom e Anatel trabalham para regulamentar lei que padroniza áudio em rádio e TV

POR DANIELE FREDERICO

Um grupo novo dentro do Ministério das Comunicações trabalha em conjunto com um grupo da Anatel para regulamentar a questão do loudness, ou variações de intensidade de som, nos serviços de radiodifusão e TV por assinatura.
O objetivo é regulamentar a lei 10.222, de 9 de maio de 2001, que padroniza o volume de áudio das transmissões de rádio e televisão, com foco nos espaços dedicados à propaganda. Essa regulamentação será feita ouvindo grupos de estudos, associações e outros interessados no tema. Uma vez que a minuta da regulamentação esteja pronta, será colocada em consulta pública. "Essa questão precisa de regulamentação no Brasil, em virtude da previsão legal", diz Almir Pollig, coordenador geral da Secretaria de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, a respeito da existência da lei de 2001.
Um estudo sobre a questão do som na TV, realizado pela Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), será encaminhado ao Minicom e à Anatel. "Independente disso, as emissoras já têm as informações para tomar as medidas internamente", diz Alexandre Sano, gerente técnico do SBT e membro da SET. O estudo, que contou com a participação das principais emissoras e operadoras de TV por assinatura, recomenda que seja seguido o padrão EBU R128.
Uma vez que a regulamentação esteja finalizada, a Anatel deve ficar responsável pela fiscalização da TV por assinatura, e o Ministério das Comunicações pela radiodifusão.
Adequação
O engenheiro da Record Sérgio Santoro deu dicas de como implantar essas recomendações nas emissoras, durante o congresso da SET nesta quarta-feira, 24. Entre elas, ele sugere a formação de um grupo de loudness na emissora, a verificação da situação atual, a instalação de um processador de loudness, treinamento operacional e adequação de outras fontes.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top