OUTROS DESTAQUES
Presidente da ANJ defende emenda do deputado Aloísio Nunes
terça-feira, 25 de maio de 1999 , 20h25 | POR REDAÇÃO

A globalização da economia e a constante evolução tecnológica foram os principais motivos apontados por Paulo Cabral, presidente da ANJ, para justificar sua posição favorável à entrada de capital estrangeiro nas empresas brasileiras. Para o jornalista, a situação econômica atual exige um grande montante de investimentos, quantia que as empresas nacionais não dispõem. Em relação à emenda do deputado Laprovita Vieira, Cabral se posicionou veementemente contra. "Ainda não consegui entender como uma empresa sem fins lucrativos pode estar à frente de uma empresa comercial que visa lucro. Além do mais, não podemos aceitar uma concorrência com empresas que não precisam pagar imposto de renda", protestou Paulo Cabral.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top