OUTROS DESTAQUES
Representantes da Abert se dividem
terça-feira, 25 de maio de 1999 , 20h25 | POR REDAÇÃO

Os representantes da Abert fizeram questão de deixar claro que a entidade ainda não tem uma posição única sobre o assunto. Flávio Cavalcanti disse que sua empresa, o SBT, aprova sem nenhuma restrição a emenda proposta pelo deputado Aloísio Nunes. A grande necessidade de investimentos que o processo de globalização exige é, para Cavalcanti, principal motivo para a aprovação da entrada do capital estrangeiro nas empresas jornalísticas. O representante da RBS, Fernando Ernesto Corrêa, que participou dos debates durante a elaboração do projeto do deputado Aloísio Ferreira, disse que a primeira parte da emenda (ampliação do limite para pessoas jurídicas para o índice de 70% do capital) é consenso no setor. Já a questão da entrada do capital estrangeiro é, ainda, motivo de preocupação, sendo o principal temor a possibilidade de que o capital estrangeiro venha a dominar as empresas nacionais.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top