OUTROS DESTAQUES
Competição
Estratégia da Tecsat para crescer envolve banda C
quarta-feira, 25 de junho de 2003 , 17h48 | POR REDAÇÃO

A Tecsat, que tem passado por períodos complicados desde 2000, quando entrou em concordata preventiva, pretende concluir sua reestruturação ainda este ano, nos próximos 120 dias. Antônio Márcio Hisse de Castro, em entrevista à revista PAY-TV que circula em julho, explica que desde que a reestruturação foi iniciada, a empresa não conseguiu crescer e, ao contrário, perdeu base em função de problemas com a programação. A empresa, que fabrica seu próprio equipamento, contudo, planeja lançar no mercado um decodificador digital híbrido banda C/banda Ku, que será oferecido aos cerca de 5 milhões de usuários de equipamentos Tecsat para banda C. Com isso, a empresa planeja fazer com que o público de mais baixa renda que recebe seus sinais de televisão pela antena de banda C (via Brasilsat B1) tenha também a opção de ter canais pagos, via DTH da Tecsat (disponível no Intelsat 709). A operadora tem hoje um dos pacotes mais baratos do Brasil (R$ 34,99 para uma assinatura com 18 canais pagos e 16 abertos ou de áudio), mas ainda não conseguiu fôlego para sair do patamar de cerca de 60 mil assinantes

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top