OUTROS DESTAQUES
Mercado
Declarações de Cisneros não significam fusão DirecTV/Sky
quinta-feira, 26 de fevereiro de 2004 , 18h44 | POR SAMUEL POSSEBON

As declarações de Gustavo Cisneros, presidente do grupo Cisneros, que disse esta semana na Espanha que o acordo para fusão entre DirecTV e Sky na América Latina está fechado, podem levar a uma interpretação equivocada sobre o real estágio das negociações. Segundo fontes que acompanham o processo e analistas de mercado, que Sky e DirecTV devem ser fundidas, isso é mais ou menos óbvio depois das declarações de Rupert Murdoch, presidente da News Corp., há duas semanas. Segundo palavras de Murdoch ao anunciar os resultados da News do quarto trimestre de 2003, a idéia é ter uma operação única na região, com uma única marca e com um único uplink center, em Miami. Mas o processo não será tão simples, pois envolve sócios minoritários, mas que representam, em cada um de seus países, forças regionais poderosas. No México, Murdoch tem que acertar a situação com a Televisa. Já anunciou que o grupo local deve ter 50% ou mais da operação resultante da fusão. No Brasil, o parceiro tradicional da News é a Globo, que será minoritária, mas busca garantias de distribuição de seus conteúdos.
Na Venezuela, o grupo Cisneros não é sócio direto da News, ao contrário do que acontece com Globo e Televisa no Brasil e no México, respectivamente. O grupo Cisneros é, sim, sócio da Hughes na DirecTV Latin America. A Hughes, por sua vez, tem a News como sócia em 34%, participação comprada recentemente. As declarações de Gustavo Cisneros soam como uma tentativa de firmar posição na negociação. De concreto, o que Cisneros tem é um contrato com a Hughes pelo qual manteria no mínimo 7% de participação em operações envolvendo DirecTV e Sky. Resta saber se esse acordo será mantido pela News ou não. Para que seja rompido (o acordo), o grupo Cisneros avaliou (e a Hughes aceitou) em US$ 400 milhões a sua participação na DirecTV Latin America.
De qualquer forma, todas estas negociações com os sócios locais ainda estão em andamento, longe, portanto, do tom definitivo dado por Cisneros.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top