OUTROS DESTAQUES
Balanço
Faturamento e prejuízo da TVA cresceram em 2001
sexta-feira, 26 de abril de 2002 , 18h58 | POR REDAÇÃO

A TVA já havia anunciado os resultados operacionais de 2001 (crescimento de base de 4%, chegando a 359,2 mil assinantes deTV e 20 mil usuários dos serviços de acesso em banda larga). Agora chegou a vez de divulgar os dados financeiros do ano passado. A receita média por assinante (no serviço de TV paga) foi de R$ 55, chegando a R$ 122 em assinantes que contratam os serviços de Internet também. Com isso, a receita bruta da TVA em 2001 foi de R$ 247 milhões (crescimento de 9% em relação a 2000). O EBITDA foi de R$ 23 milhões, quase todo alcançado no segundo semestre em função dos cortes de despesas e mudanças organizacionais. Em compensação, o prejuízo cresceu significativamente, passando de R$ 55,6 milhões em 2000 para R$ 180 milhões em 2001. A distorção está em 2000, quando a TVA se beneficiou da receita da venda dos ativos de programação. Em 2001 também cresceram as despesas com depreciação e o custo da desvalorização cambial. A operadora, contudo, comemora o break-even dos serviços de acesso à Internet e deve colher, este ano, os frutos da recapitalização de novembro de 2001 e do rearranjo operacional, quando passou de 1,2 mil para pouco mais de 790 funcionários, compartilhando diversas funções com a Abril.
Marcelo Bonini, diretor financeiro da TVA, não abre o planejamento estratégico da empresa para 2002, mas adota o mesmo discurso conservador da Globo Cabo: crescer na rede implantada, investir em inovações tecnológicas (digitalização) apenas se fechar parcerias estratégicas, priorizar o aumento de receita e a limpeza de base, evitar riscos de churn com crescimento sobre camadas de menor renda etc.

Crescimento na Internet

Onde a TVA deve ter algum crescimento significativo em 2002 é na área de Internet e na prestação de serviços corporativos. Nesse campo, contudo, o problema tem sido a intensa competição com a Telefônica, "que em alguns casos se mostra até mais feroz do que a competição com outras empresas de TV paga", relata Bonini.
A operadora fechou o ano com endividamento de R$ 175 milhões (em 2000, o total foi de R$ 435 milhões), sendo 70% com vencimento em novembro de 2004.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top